Viagem de moto pela América do Sul

20º Dia-101 km-Calama->San Pedro Do Atacama-16-Qua




Acordamos um pouco mais tarde para descansar e aproveitar o hotel, depois seguimos rumo a San Pedro de Atacama. A estrada é linda, de um lado deserto e de outro vulcões. De repente a paisagem muda e começamos a ver montanhas rosadas, um espetáculo. A estrada é perfeita, com saída de emergência, asfalto lisinho, bem sinalizada, com área de descanso e etc mas, também é perigosa, cheia de curvas, com muitos pequenos santuários espalhados pela estrada, com fotos e imagens de pessoas que faleceram na estrada. Chegamos em San Pedro do Atacama em torno de 14h00, San Pedro é uma cidade localizada no meio do deserto, nos instalamos no hostel Pueblo de Tierra, nos trocamos e fomos buscar uma agência de turismo para irmos ao Valle de La Luna. Este vale é famoso por sua semelhança com a superfície da Lua, através das formações de sal, argila, clorato e gesso, causadas por fatores naturais. Pegamos o tour das 16h00.  A guia nos explicou sobre a origem das rochas, disse que o deserto do atacama é considerado uma região semi desértica e etc., entramos em uma caverna e depois ela nos levou a um museu à céu aberto, com formações rochosas de sal, argila, clorato e gesso, bárbaro! Pudemos observar as formações chamadas de 03 Marias, assim como diversas dunas de areia. No final do dia vimos o pôr do sol no Valle de La Luna, lindo. À noite comemos um “pollo con papas” (frango com fritas) num restaurante frequentado por moradores, muito saboroso e barato (lá tudo é muito caro). Depois, quando fomos fechar o passeio para o dia seguinte, fomos surpreendidos com um tremor de terra, de repente nosso corpo começou a balançar para a direita e para esquerda, não entendermos nada, duas vezes durante uns 30 segundos. Aí as pessoas começaram a falar: terremoto! Acreditem se quiser, sentimos um tremor de terra em decorrência de um terremoto de magnitude 8,4 na escala richter, ocorrido na costa norte do Chile, na cidade de Coquimbo. Foi tão forte que sentimos no deserto, que fica há 2700 m de altitude. Segundo o noticiário, o tremor inicial foi às 19h54 e houve pelo menos 30 réplicas de tremores, de acordo com o serviço sismológico chileno. Devido à suspeita de tsunami, as autoridades solicitaram a evacuação de toda a área litorânea, mais de 1.000.000 de pessoas precisavam evacuar a região litorânea. E imaginar que ontem estávamos andando na costa do pacífico! E hoje a estrada está interrompida! O último terremoto nesta magnitude ocorreu em fevereiro de 2010 com magnitude 8,4 na escala richter.  Parece que no Atacama a magnitude do terremoto foi em torno 4,8 richter.  

Oásis no  deserto - hotel em Calama





exército chileno


um dos tais santuários que encontramos na estrada, tem uns que são enormes, como este






a região é repleta de caminhonetes vermelhas - caminhonetes utilizadas pelos mineradores 
redemoinho visto ao longe










chegada no "Hostel Pueblo de Tierra" - muito bom


vista de San Pedro de Atacama - do terraço do hostel


vulcão Licancabur - 5920 m de altitude



Valle de La Luna: rochas sedimentárias advindas de diversos minerais, como sal, argila, clorato e gesso




Rafa testando se é salgadinho...




Rafa comeu muito sal...





se apaixonou pela rocha, rs...
















uma das Marias se acidentou por isso só da para ver duas - um turista se apoio na formação e ela se partiu



















pedindo uma moedinha...

pôr do Sol no Valle de La Luna











San Pedro de Atacama à noite
noticiário sobre o terremoto

nossa janta - o "pollo" com "papas fritas"


Um comentário:

  1. Fiquei encantada com esse local. O hotel pitoresco e aconchegante. As montanhas rochosas de formatos indescritíveis, faz jus ao nome .: La Luna.Que natureza pródiga.! Lindo...lindo...!

    ResponderExcluir