Ushuaia

9º Dia-523 km-Puerto Madryn -> Caleta Olivia


À medida que descíamos RN-3, ela ficava mais vazia, nada na frente, nada atrás, longas retas, não dava para enxergar o fim dela. Resolvemos não parar para abastecer em Trelew e, ao chegar na próxima parada, Uzudun, não tinha gasolina. Como nossas motos tem autonomia para 350 km, seguimos em frente, ou melhor, em frente "de lado", até Garayalde. De lado pois o vento de oeste não parava nem por um segundo e, para piorar, hoje começamos a sentir algumas rajadas. Você olha para esquerda e não vê nada, olha para direita e também não vê nada, somente uma terra plana com vegetação rasteira. Pouco antes de Comodoro Rivadavia iniciamos a descida de uma Serra com muitas curvas, por lá o vento deu uma trégua, o silêncio no capacete denunciava (não tinha o "zuuuummmm" do vento). Abastecemos as motos e a galera, com empanada e Coca-Cola e seguimos rumo a Caleta Olivia. Antes, na saída de Comodoro Rivadavia, fomos parados pela policia, eles preencheram um formulário e nos liberaram. A partir daí fomos beirando o mar até Caleta Olivia, este trecho era bem movimentado e pouco conservado, com alguns buracos, mas longe dos que conhecemos no Brasil. Quando o sol se pôs, esfriou muito.


















































3 comentários:

  1. Nossa que viagem longa ! A terra e branca arenosa e a vegetação rala e rasteira, né?O povo é acolhedor?

    ResponderExcluir
  2. Nossa que viagem longa ! A terra e branca arenosa e a vegetação rala e rasteira, né?O povo é acolhedor?

    ResponderExcluir